quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

FILHA DA MÃE
(Este título também podia ser Tal Mãe Tal Filha mas gostei mais do outro)

Cantar em frente ao espelho com um frasco de shampoo ou de desodorizante a fingir que era um microfone. Quem nunca?
Cantar a plenos pulmões sozinha no carro. Quem nunca?
Cantar no duche com o chuveiro a servir também de micro. Quem nunca?

Isto pega-se, não há dúvida, está no sangue, é hereditário. Apesar de raramente falar sobre isso eu AMO cantar e canto desde pequena. Se canto bem? Não sei, acho que lhe dou uns toques. O Gil costuma dizer que o conquistei definitivamente no dia em que cantei o Don't Speak dos No Doubt num bar de karaoke onde fomos no início do nosso namoro. Adoro cantar, é terapêutico. Christina Perry então dá uma pica do caraças! Pode ser que um dia vos mostre... hoje ainda não é o dia. Hoje é, sim, o dia de mostrar-vos um diamante em bruto que tenho cá em casa.

Por estes dias a minha filhota Nô tem estado doentinha com uma virose marada, ainda está de cama e muito fraca e decidi dedicar-lhe este post porque ela merece. É uma menina cheia de sonhos e vida, educada, meiga, responsável, óptima aluna e é por tudo isto que acabamos por fazer-lhe as vontades e deixá-la viver os seus sonhos. É das coisas que mais prazer me dá na vida: poder proporcionar-lhe momentos únicos e vê-la vibrar. Agora anda doida com a patinagem artística, gastei um balúrdio nos patins profissionais mas valeu bem a pena. Em Agosto ela não sabia sequer dar dois passos em cima dos patins, hoje, 5 meses depois, não só patina (e depressa!) como vai começar a prestar provas de nível 1 e 2 e vai começar a treinar o nível 3. Façam figas para que tudo corra bem!!!!

Ora, somos uma família musical, tanto eu como o Pai trabalhamos em Rádio, somos DJ's e a música sempre foi a nossa vida. Ela até podia nem ligar mas a verdade é que também ama música e, principalmente, cantar. Canta desde sempre, temos imensos vídeos dela bebé a cantar, com 3 anos já cantava e dançava que nem uma louca (Faz-me lembrar a Sophia Grace, aquela menina britânica que se tornou famosa por cantar a Nicky Minaj na Ellen Degeneres, sabem?). Já há alguns anos que ela me pede para participar em programas de TV mas nunca achei que fosse a altura certa, não queria que ela passasse por aquilo, que tivesse de ser julgada em frente ao País todo, achava totalmente desnecessário e continuo a achar. Tinha medo que ela não soubesse lidar com o "não" e também não achava que estivesse preparada. Sinceramente não acho muita piada aos programas de TV com crianças, nunca achei e não me apetecia nada que ela participasse. Disse-lhe que se queria tanto participar então teria de ter aulas de voz e canto numa escola a sério. Inscrevi-a num Conservatório mas aquilo não era a cena dela, ela é tal e qual como eu (raça da miúda que é mesmo filha da Mãe!): não gosta de fazer as coisas por obrigação, gosta de fazer porque sim e achou aquela formação demasiado clássica. Expliquei-lhe que é assim, a base do canto é essa mas não consegui convencê-la... desistiu e passou a treinar em casa. Quando eu digo treinar em casa é mesmo TREINAR EM CASA. Dia e noite, tenho a ligeira sensação de que até quando está a dormir ela canta. Às vezes até me sinto culpada e má Mãe porque tenho de pedir-lhe para se calar um bocadinho senão não dá, uma pessoa não consegue descansar a cabeça. O mano grita, ela canta e s cães ladram... haja paciência, né? Do alto dos seus 10 anos e meio sonha em ser patinadora profissional e cantora e nós, os Pais, estamos cá para apoiá-la sempre em tudo, queremos é que seja a miúda mais feliz do Mundo.

No fim-do-ano eu e o Gil fomos trabalhar ao Vila Baleira Resort em Porto Santo, fomos animar a noite do Reveillon como DJ's. Não queríamos deixar os miúdos, por isso, convidámos os meus Pais para irem também e ajudarem-nos com eles enquanto trabalhávamos. Nas duas noites anteriores houve espectáculos musicais para os hóspedes do resort. Na 1ª noite actuou o Tim dos Xutos e Pontapés e na 2ª noite actuaram 3 novos talentos da ilha mesmo, muito fixes. Nessa tarde, o Gil tinha estado a conversar com o Director do Hotel no lobby e a Nô, para variar, andava por ali a passear e a brincar com um amiguinho e sempre a cantar. O Bruno (Director do Vila Baleira) ouviu-a e foi-lhe perguntar se ela não gostava de subir ao palco nessa noite para cantar uma música. Pânico total!! Andou ali umas horas tipo "Mãe o que é que eu faço? Vou?" e eu "Claro Nô! Não é o que mais queres?""Mas aquela sala tá cheia de gente, não vou conseguir, tenho vergonha, vou ficar nervosa....e se não conseguir cantar?" Caramba!! Achei que era uma oportunidade maravilhosa para ela perder o receio do palco e para experimentar estar ali em cima com centenas de pessoas a olharem para ela. Se passasse esse desafio depois era sempre a andar, não acham?

Bem, chegou a hora e o novo drama era o que cantar. Ajudei-a e escolhemos o Rolling In The Deep da Adele, já a tinha ouvido cantar aquilo milhões de vezes e a sacana já acertava nas notas mais lá em cima. Arriscámos. Das duas uma: ou corria mal e as pessoas seriam simpáticas por pena de uma criança que estava ali, coitada, com a infeliz ilusão de que sabia cantar ou então a coisa corria bem e ela seria aplaudida de pé. Foi o que aconteceu. A reacção das pessoas foi incrível. Notava-se que no início estavam tipo "Olha mais uma criancinha a cantar, que giro, Deus queira que não desafine muito e que se despache para ouvirmos cantar a sério." mas a meio da música, como vão perceber, o público já tava rendido e eu deixava escapar lágrimas de emoção e orgulho pela coragem dela e por estar a cumprir um sonho que também é meu. Sempre quis subir a um palco e cantar. Estava a vê-la a ela e a imaginar-me a mim com aquela idade, os mesmos sonhos, as mesmas vontades, o mesmo amor pela música.
Quando desceu do palco perante uma ovação digna de uma estrela, toda ela tremia e chorou, chorámos as duas abraçadas uma à outra, de alegria, de emoção, de mais um sonho cumprido. Amo-te muito minha Papoila, minha Filha da Mãe.

Pensámos muito se devíamos partilhar o vídeo porque sabemos que a internet pode ser muito cruel mas ficámos tão orgulhosos da nossa filhota que decidimos partilhar com o Mundo.
Uma vez mais obrigada ao Vila Baleira Resort por nos ter proporcionado 4 dias incríveis em Porto Santo e obrigada também à PJump pelas imagens.


Nô Palco a cantar Adele

https://www.youtube.com/watch?v=VfbddZIwcUo




Beijinhos arrojados *

13 comentários:

  1. Que linda. Imagino como ae sentiu deve ter sido maravilhoso . parabéns

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Saiu do palco toda a tremer e desatou a chorar. Estava muito nervosa e ansiosa mas aguentou-se lindamente.

      Eliminar
  2. Ó pá... que homenagem tão bonita. A Nô cantou e encantou. Gostei mesmo de verdade. PARABÉNS NÔ. ESPECTACULAR. Beijos gordos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada minha querida!! Ela agradece também ;)
      Beijinho arrojado*

      Eliminar
  3. OMG ��
    E não é que a Filha da Mãe, so não canta, como encanta?! ��
    Não queremdo, de todo, apenas ser simpática:arrepiei ��
    Manda-me essa Mulheraça pro palco mais vezes sff ��

    ResponderEliminar
  4. Ehehehheheh!! Ainda bem que não só eu a achar que a sacana canta bem ;)
    Obrigada babe.

    ResponderEliminar
  5. Olá,
    Eu e a minha família fomos uns dos priviligiados que assistiram a esta pérola.
    Adoramos a prestação e muito obrigada pela oportunidade de a revermos.
    Parabéns à Nô, aos pais, mano e avós. Força Nô!
    Beijocas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A sério?? Estavam lá? Que bom!
      Pois, os avós também estavam emocionados, foi tudo tão inesperado que nem avisámos os meus Pais, foram completamente surpreendidos.
      Um beijinho arrojado e obrigada pelo feedback ;)

      Eliminar
  6. Arrojas tens que por a piquena a cantar 30STM!!!!

    ResponderEliminar
  7. Caramba! :o Arrepia.
    Seguidora assídua das pérolas desta "Filha da Mãe" desde sempre. É demais a miúda!

    Beijinhos ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico tão feliz com os vossos comentários, com as vossas reacções... deixam o meu coração de Mãe a transbordar. Não dá pra explicar o que senti ao vê-la ali no palco a cantar com todo aquele sentimento mas a saber que ela tava super nervosa. Obrigada e um beijinho arrojado *

      Eliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.